A conta de luz vai ficar mais cara nos estados de Alagoas, Ceará, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e São Paulo a partir de 1º de julho. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou um reajuste de 5,4% em média para consumidores atendidos nessas regiões.

Distribuidora

Estado Data do reajuste Reajuste  Grupo B Grupo A

CPFL Paulista

Campinas (SP)

01/07/2020 6,05% 5,17% 6,72%

Energisa MS

Mato Grosso do Sul

01/07/2020 6,90% 6,89% 6,93%
Energisa MT Mato Grosso 01/07/2020 2,47% 2,40%

2,65%

Enel CE

Ceará 01/07/2020 3,94% 4,00% 3,78%

Equatorial AL

Alagoas 01/07/2020 9,85% 9,16% 11,68%

Celpe

Pernambuco

01/07/2020

5,16% 4,88% 5,93%

Cemig

Minas Gerais 01/07/2020

Coelba

Bahia

01/07/2020

5,00% 4,85% 5,38%

Cosern

Rio Grande do Norte

01/07/2020

3,40% 2,92%

4,72%

Light RJ

Rio de Janeiro 01/07/2020 6,21% 5,98%

6,73%

Média 5,4% 5,14%

6,06%

Os reajustes na tarifa desses estados acontecem todos os anos antes do mês de maio, mas, por conta da pandemia do coronavírus, foram adiados neste ano para o mês de julho.

Assim, as contas de luz de residências e pequenos comércios (baixa tensão) vão ter um aumento médio de 5,14% na tarifa, enquanto para fábricas e grandes comércios (alta tensão), por exemplo, o reajuste será de 6,06%. economize até 30% na conta de luz da sua empresa

Para o reajuste tarifário de 2021, a expectativa é de um aumento ainda maior. Isso deve acontecer porque a Aneel decidiu suspender por 90 dias os cortes de fornecimento de energia por inadimplência em todo o Brasil. Essa medida emergencial pretende dar um fôlego financeiro para as empresas em meio à pandemia. 

Apesar de ser um alívio no curto prazo, o impacto deve vir na conta de luz de todos os consumidores no próximo ano, pois as distribuidoras precisarão repassar os prejuízos causados pela inadimplência. 

Ajuste tarifário

Uma alternativa para atravessar esse momento com menor impacto no orçamento é a redução da conta de luz a longo prazo. O que não significa somente desligar luzes ou aparelhos que consomem energia.  A maior economia, muitas vezes, vem de um ajuste tarifário. Nesse caso, a mais popular é a Tarifa Branca

Tarifa Branca é uma nova opção de tarifa para unidades consumidoras de baixa tensão, o chamado de grupo B. Ela é uma forma diferenciada de calcular a conta de luz. Nessa modalidade, você paga valores diferentes dependendo da hora do dia.

Na Tarifa Branca, o valor da tarifa é dividido em três tipos: Ponta, Fora Ponta e Intermediária.

  • Ponta – tarifa mais cara
  • Fora Ponta – tarifa mais barata
  • Intermediária – tarifa de valor intermediário

Os valores e horários dependem da concessionária de energia da sua cidade. Para conferir essas informações, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disponibilizou um gráfico, é só conferir neste link. 

Criada para incentivar o menor consumo de energia no período da noite, a Tarifa Branca pode ser vantajosa para empresas que funcionam somente no período diurno. Em alguns casos, a economia pode chegar a 30%. Baixe o APP da Clarke

Aplicativo Clarke

Pensando em formas de ajudar você a economizar energia, a gente lançou um aplicativo para orientar as pequenas e médias empresas sobre quais caminhos podem gerar mais economia na conta de luz.

Por enquanto, o app está disponível para os empresários da Bahia, mas para quem mora em outros estados, temos um teste online gratuito, que dura poucos minutos para ser concluído. 

Ficou com alguma dúvida? Somos uma gestora digital de energia focada em pequenos negócios. Pode falar com a gente no Whatsapp 😉

Um abraço 💙