Chega meados de outubro e os fãs do horário de verão já ficam ansiosos para o momento em que os relógios serão adiantados em uma hora. Mas desde 2019, o fã clube está triste, porque não tivemos essa mudança no horário no Brasil. E em 2020, ela não aconteceu de novo. E por que não? Por que não teremos horário de verão em 2020?

Antes de mais nada, vamos entender porque esse horário foi instituído em primeiro lugar. A primeira vez que o horário de verão aconteceu no Brasil foi em 1931, após um decreto do então presidente Getúlio Vargas.

Mas isso não aconteceu nos anos seguintes… Em alguns anos não tivemos e em outros períodos de tempo sim. O lance é que: desde 1985 o horário de verão não era interrompido. E foi em 2019.

A forma como ele era aplicado variava, mas em média durava 120 dias. E não acontecia em todos os estados brasileiros. Valia apenas para os estados do Sul, Sudeste e Centro Oeste que adotavam.

Não acontecia no Norte e no Nordeste porque a teoria era de funcionava melhor para regiões mais distantes da linha do Equador. Segundo essa mesma teoria, há uma maior diferença da luminosidade do dia entre as estações do ano.

Fim do horário de verão

O atual presidente, Jair Bolsonaro, decretou o fim do horário de verão em abril de 2019. De acordo com ele, a revogação aconteceu após resultados de estudos sobre como é a economia de energia no período e como o relógio biológico da população é afetado.

O Ministério de Minas e Energia explicou que, historicamente, o objetivo principal dessa mudança era a redução do consumo de energia elétrica no início da noite.

No Brasil, nesse período, era quando se registrava o maior pico de consumo. Mas, ainda segundo esses estudos do governo, houve mudanças no hábito de consumo de energia da população, concentrando o período de maior consumo diário para o período da tarde. E nessa faixa horário, essa mudança não tinha influência nenhuma.

No mundo, o horário de verão ainda acontece em 70 países, como Austrália, Canadá, Chile, México, Paraguai, Nova Zelândia e Uruguai. E como muitas coisas que acontecem, há argumentos contrários e favoráveis à sua implantação.

Por que não teremos em 2020?

Em 2020, o governo federal decidiu mais uma vez manter o encerramento do horário de verão. Neste ano, o Ministério de Minas e Energia divulgou um estudo que concluiu que a medida evitou custos ao consumidor brasileiro de energia elétrica da ordem de R$100 milhões.

Sendo assim, em mais um ano, os amantes dos dias de sol mais longos ficarão tristes porque não haverá essa mudança mais uma vez. Para quem não curte muito ter a impressão de acordar ainda mais cedo, fique tranquilo! Pelo visto, o horário de verão ficará suspenso por bastante tempo!

Se você quiser saber mais sobre o assunto, é só clicar aqui e ler a nota técnica.