fbpx

Como a gente bem sabe, os preços da energia elétrica no Brasil não são dos mais atraentes. Segundo um ranking divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Brasil apresenta o maior custo de energia residencial pelo PIB per capita em comparação a 33 países. 

A conta de luz é considerada ou muito cara para 84% dos brasileiros. Mais de 4,54% de toda a riqueza da população é dedicada para pagar este serviço essencial para o funcionamento dos comércios e residências. Fatores como a falta de liberdade na escolha do fornecedor e dependência das hidrelétricas ajudam a explicar por que ela é tão cara.  

No Brasil, os consumidores de energia são alocados no Grupo A (média e alta tensão) ou B (baixa tensão). Essa divisão é feita a partir de uma avaliação da própria distribuidora elétrica, que determina o consumo e potência para atender cada usuário. Ao grupo A, pertencem os consumidores conectados a tensão maior ou igual a 2,3 kV. Já ao grupo B, consumidores residenciais ou rurais. 

Para os consumidores do Grupo A, a migração para o Mercado Livre de Energia pode ser uma alternativa de economia na conta. Deseja saber mais sobre o assunto? Não deixe de ler este texto que o time Clarke preparou para você!

Como a energia elétrica é adquirida no Brasil?

Existem duas maneiras de se comprar energia elétrica. No Ambiente de Contratação Livre (ACL) e no Ambiente de Contratação Regulada (ACR). No ACR, o consumidor é obrigado a comprar energia diretamente das distribuidoras, e fica sujeito às bandeiras.

Já no ACL, o consumidor possui maior liberdade de escolha. Afinal, os fornecedores e consumidores negociam as condições de compra e venda de energia, sem maiores interferências estatais. Fatores como fonte de geração, preços e prazos são considerados.

É possível comprar energia elétrica de fornecedores que moram em estados diferentes de onde a empresa se localiza. Isso ocorre porque o Brasil apresenta um Sistema Interligado Nacional (SIN), que garante o transporte de energia entre diferentes regiões.

Fornecimento é diferente de distribuição de eletricidade

Uma das principais duvidas antes de iniciar a migração diz respeito à segurança e qualidade da compra de energia. É mito falar que os consumidores correm maiores riscos de ficar sem energia. Afinal, a distribuição segue sendo feita pela distribuidora local. O que muda é a maneira e com quem essa energia é comprada. 

Para começar a troca de fornecedor, o consumidor precisa notificar à distribuidora local seis meses antes do vencimento do contrato de prestação de serviços. Para quem não possui conhecimento sobre a área, o essencial é contratar especialistas em Mercado Livre de Energia a fim que todo o processo ocorra sem maiores problemas.

Vantagens de migrar para o Mercado Livre de Energia

1. Preços atrativos e economia na conta

No Mercado Livre de Energia, a concorrência é estimulada, porque os fornecedores competem pela sua empresa. Essa concorrência torna os preços mais baratos. 

Além disso, não existe a cobrança de bandeiras, pois a sua empresa negocia diretamente com o fornecedor. Tudo isso pode gerar uma economia de até 40% na conta de luz.

2. Previsibilidade e conforto no Mercado Livre

Um dos principais mitos sobre o ACL diz respeito à segurança. Porém, se trata de um lugar altamente seguro para negociação, com órgãos que regulamentam todo esse processo. 

Sem toda a burocracia do ACR, a sua empresa pode pagar somente pelo que é consumido e prever a economia. 

3. Liberdade para escolher

Os consumidores livres negociam todas as condições comerciais com o fornecedor, desde o preço, tipo e quantidade de energia contratada, pagamento, período de suprimento e etc. Assim, é possível adequar o fornecimento às reais necessidades do consumidor.

4. Fontes renováveis

A empresa que opta por migrar para o ACL consegue escolher e consumir eletricidade proveniente de fontes renováveis, como a biomassa e a eólica. Dessa forma, é possível conciliar a economia com o desenvolvimento sustentável.

Falando nisso, você sabia que a Clarke Energia trabalha exclusivamente com fornecedores de fontes limpas? Somos a primeira energytech do Mercado Livre de Energia, e conectamos a sua empresa com os melhores fornecedores. Realizamos desde o processo de migração, até a contratação elétrica e gestão de energia. 

Migre para o Mercado Livre com a Clarke!

Agora que você já sabe mais sobre o assunto, que tal tornar sua empresa mais sustentável e economizar na conta de energia? A Clarke te ajuda desde o processo de migração para o Mercado Livre, até a compra e gestão de energia 100% renovável e também te ajudamos na aquisição dessas certificações ambientais. 

Aproveite e faça já uma simulação para descobrir o quanto você pode economizar na conta de luz da sua empresa com o Mercado Livre de Energia. O desconto pode chegar a 40%! Fale com um especialista e saiba mais.

Compartilhe este texto e siga a Clarke no Instagram, LinkedIn e Facebook.