O corte de energia por falta de pagamento está proibido até o dia 31 de julho, segundo uma nova resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A medida é mais um alívio para quem está com dificuldades de manter as contas em dia no país, com a pandemia da Covid-19. Inicialmente, a suspensão ia só até 23 de junho.

A decisão da Aneel foi publicada no dia 15 de junho, junto com outras medidas da Aneel para impedir que a distribuição de energia elétrica fosse interrompida durante a pandemia.

Estão proibidos os cortes de fornecimento de energia elétrica por inadimplência de residências urbanas e rurais, e de serviços e atividades consideradas essenciais, como hospitais.

Além dessa medida de prorrogação imediata, a Aneel decidiu abrir uma consulta pública para discutir a volta do corte de fornecimento de inadimplentes a partir de 10 de agosto.

Outras medidas anunciadas pela Aneel continuam valendo até 31 de julho, como mostram a figura abaixo:

Outras medidas

Nos últimos meses, a Aneel também anunciou algumas medidas para reduzir o impacto da pandemia do novo coronavírus para consumidores e distribuidoras. Uma delas é que a bandeira tarifária ficará verde até o final do ano (para entender mais, é só clicar neste link).

Outro anúncio foi a isenção da conta de luz para famílias de baixa renda inseridas na Tarifa Social. Essa medida vale por três meses até 30 de junho de 2020. Para saber como funciona, é preciso entrar em contato com a sua distribuidora de energia.

Nenhuma dessas medidas me atende, mas quero economizar…

Economizar na conta de luz não precisa ser difícil. Aqui na Clarke a gente tem várias dicas e informações que podem te ajudar! Já falamos sobre com economizar energia em casa, nas fábricas e até nos comércios. É só acompanhar o nosso Blog.

Somos uma gestora digital de energia focada em pequenos negócios. Caso tenha alguma empresa que esteja consumindo muito na conta de luz, entre em contato com a gente. Ficaremos felizes em poder ajudar.

Um abraço 💙