Os últimos meses mudaram a forma como muita coisa é feita em todos os cantos do mundo. No Brasil, não foi diferente. A pandemia da Covid-19 teve um impacto muito forte na economia do país, transformando diversos setores. Com a quarentena, as atividades ficaram paralisadas, comércios e indústrias ficaram fechados e, consequentemente, o consumo de energia mudou.

As residências sentiram o aumento do consumo, afinal, a maioria das pessoas estava em casa. Em contrapartida, os comércios e indústrias não registraram o mesmo consumo expressivo de outros tempos. 

Considerando apenas o mercado regulado de energia, aquele ambiente abastecido por leilões públicos e onde o preço é definido pelas distribuidoras locais com a aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), o comércio e indústria tiveram uma queda de 26% do consumo de energia em abril e maio de 2020 em comparação com a média do consumo no mesmo período em 2018 e 2019.

consumo de energia comércio e indústriaFonte: Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)

Para se ter uma ideia do impacto dessa mudança, vamos aos dados de consumo da pandemia, comparado com o ano anterior. Aqui, usamos a primeira segunda-feira de abril para comparar os anos de 2019 e 2020. 

Repare que no dia 1º de abril de 2019 (linha azul do gráfico) o consumo estava expressivamente maior. Além disso, o horário de maior consumo foi às 14h, momento que as empresas estão em amplo funcionamento. 

Já no dia 6 de abril de 2020 (linha amarela), quando a maioria das cidades brasileiras estava em quarentena, o consumo foi menor e o horário de pico às 19h. Neste momento, as casas começam a usar mais energia, principalmente ligado à iluminação.consumo energia 2019-2020 Fonte: Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)

Quando comparamos o ano de 2019, com 2018, que também não vivia em uma realidade de pandemia, a curva de consumo é praticamente a mesma. consumo de energia 2019-2018

Fonte: Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)

O que isso quer dizer? 

O consumo de energia reduziu bastante no Brasil na pandemia. Em cinco meses de pandemia, a energia poupada, apenas no ambiente de contratação regulada, no país conseguiria abastecer o estado inteiro da Bahia por um mês. É muita energia que deixou de ser consumida!

Home office e consumo de energia

Vimos pelos exemplos acima que o comércio e a indústria fechados puxaram para baixo o consumo de energia no país, mas nas casas a situação foi bem diferente… 

Muita gente viu a conta de luz disparar, porque precisou trabalhar de casa (home-office) e ficar o dia todo com equipamentos ligados. home office e energia

O que fazer então para ter uma conta menor? Aqui no Blog da Clarke já demos algumas dicas para economizar na conta de luz em casa durante a pandemia (e você também pode aplicar essas dicas fora da pandemia), clique aqui.

E, caso tenha uma empresa, e esteja retomando suas atividades, toda economia será bem vinda. Sendo assim, faça o teste de economia da Clarke para descobrir se podemos reduzir a conta de lua da sua empresa sem nenhum investimento inicial.

Um abraço 💙