Como já era esperado, as altas temperaturas causadas pela onda de calor em boa parte do Brasil elevaram o consumo de energia a níveis recordes em setembro. De acordo com o ONS (Operador Nacional do sistema elétrico), já na segunda semana do mês, a carga do SIN (sistema interligado nacional) bateu cerca de 73,5 megawatts médios, o que já era um recorde. O maior valor historicamente registrado para o mês havia sido na última semana de setembro de 2011, com 71 mil (Megawatt)  MW médios. 

O ONS prevê que o mês de setembro seja encerrado com um consumo de energia de 75,2 MW médios. Isso representa uma alta de 5.8% se comparada ao mesmo período de 2022. Caso esse valor seja de fato confirmado, será o maior já registrado na história para o mês. 

Para se ter uma ideia, na sexta-feira (22), data em que a cidade de São Paulo registrou o dia mais quente do ano, com máxima de 34,7°C, a carga bateu 81,2 mil MW médios. No dia anterior, a capital paulistana havia atingido o pico de 90,9 MW de demanda máxima às 16h37, a maior desde o dia 14 de fevereiro, quando o pico de 97,3 mil MW foi registrado às 16h.

Tal aumento não se limitou à cidade de São Paulo. A previsão é que o maior aumento no consumo seja registrado na região norte (10,6%). No sudeste e no centro-oeste, o aumento deve ser de 6,1% e de 4,2% no Nordeste. 

O setor de varejo, inclusive, registrou altas expressivas nas vendas. No caso de piscina de modelos infláveis e de alumínio, ocorreu um salto de 110%. Ainda de acordo com o jornal O Globo, lojas como Magazine Luiza e Americanas tiveram um aumento entre 72% e 81% nas vendas de ar-condicionado entre os dias 1 e 18 de setembro. 

Como a onda de calor afeta o mercado de energia?

É fato que, com a onda de calor, o consumo de energia é elevado a níveis recordes em setembro e reflete em maiores usos de equipamentos de refrigeração e consequentemente um aumento no consumo de energia.  

Por outro lado, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, declarou à imprensa que o governo está preparado para atender ao abastecimento de energia em um momento de crescimento expressivo da demanda.

Dados preliminares do Boletim Infomercado Quinzenal, divulgado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) mostram que, no Mercado Cativo de Energia,  foram consumidos 41.179 MW médios, um montante 5% maior se comparado a julho de 2023.  E a expectativa é que o consumo salte também em setembro. 

Já no Mercado livre, foram consumidos 25.056 MW médios, 2,2% a mais do que no mesmo período. Porém, apesar da alta demanda, o preço das negociações no Mercado Livre de Energia segue bem abaixo do teto previsto, de R$ 678,29 por MWh. 

Altas temperaturas e a necessidade de alinhar sustentabilidade e economia 

O mês de agosto foi, em todo mundo, o mais quente de que há registro. Cientistas realizam a estimativa de que agosto de 2023 tenha sido 1,5°C mais quente do que a média pré-industrial entre 1850 e 1900.  

As temperaturas insuportáveis no Brasil também em setembro chamam a atenção para a urgência de um debate e medidas relacionadas aos impactos do aquecimento global causado pelo excesso da emissão de gases estufa. Investir em fontes de energia renováveis, como hidrelétricas e usinas eólicas, é essencial para garantir o bem-estar das gerações futuras.

Com a Clarke Energia, é possível alinhar sustentabilidade e economia de energia. Somos uma energytech que ajuda a sua empresa a ingressar no Mercado Livre de Energia, onde é possível comprar energia diretamente dos fornecedores e se livrar das bandeiras tarifárias, o que gera uma economia de até 40% na conta.  

Também só trabalhamos com fontes renováveis. Em 2023, adquirimos o selo B-CORP, que reconhece nosso compromisso socioambiental. Somente cerca de dez empresas em todo o Brasil possuem esta certificação. 

Economize na conta de luz com a Clarke Energia

Agora que você já está por dentro da relação entre onda de calor e consumo de energia, que tal pensar em como sua empresa pode gastar menos com a conta de luz com fontes de energia renováveis? Na Clarke Energia, ajudamos seu negócio a economizar sem investimento nem mudança nos padrões de consumo. Faça já uma simulação e descubra o quanto você pode poupar!

Caso tenha dúvida sobre os nossos serviços, entre em contato conosco. Nossos especialistas terão prazer em te ajudar!

Compartilhe este texto e siga a Clarke no Instagram, LinkedIn e Facebook.