fbpx

A Tarifa Branca é uma nova modalidade de cobrança de energia, que pode deixar a conta de luz da sua empresa mais barata. Com ela, você paga valores diferentes dependendo da hora em que a energia é consumida. Mas será que vale a pena para todos os estados? E a Tarifa Branca em São Paulo vale a pena?  

Já falamos muito sobre a Tarifa Branca por aqui, mas, antes de entender se é vantajoso para São Paulo, você precisa saber algumas informações.

A primeira delas é que cada distribuidora de energia tem um valor diferente por KWh consumido. E também considera horários diferentes para dividir os valores da Tarifa Branca.

Ficou confuso? Vamos recapitular o que é Tarifa Branca. A Tarifa Branca é uma forma diferente de calcular a conta de luz, em que você paga valores diferentes dependendo do dia e do horário de consumo. No horário comercial é sempre mais barato. 

Com ela, o valor da tarifa é dividido em três tipos: Ponta, Fora Ponta e Intermediária. 

  • Ponta – tarifa mais cara
  • Fora Ponta – tarifa mais barata
  • Intermediária – tarifa de valor intermediário

Os valores e horários dependem da concessionária de energia da sua cidade. No caso de São Paulo, o horário de ponta vai das 17h30 às 20h30, o intermediário de 16h30 às 17h30 e de 20h30 às 21h30. 

Nos finais de semana e nos feriados, a tarifa vigente é a mais barata em todos os horários. 

E a Tarifa Branca em São Paulo? 

Em todo o Brasil, somente 51 mil unidades consumidoras estão na Tarifa Branca. Isso é muito pouco perto do potencial de economia que mais de 6 milhões de unidades de comércio e indústria possuem em todo o país. 

tarifa brancaApesar desse número pequeno, São Paulo lidera com mais usuários na tarifa mais barata. São 23.521 unidades consumidoras que optaram pela tarifa branca e representam cerca de 45% do total. 

A economia máxima com a tarifa branca em São Paulo é 13%. O que faz ela ser vantajosa em relação à tarifa convencional. 

As tarifas são diferentes dependendo da distribuidora no estado. Confira os valores: 

ENEL

  • Tarifa convencional – R$ 0,534 por KWh
  • Fora Ponta – R$ 0,448 por KWh
  • Ponta – R$ 1,004 por KWh
  • Intermediário – R$ 0,653 por KWh

EDP SP

  • Tarifa convencional – R$ 0,546 por KWh
  • Fora Ponta – R$ 0,437 por KWh
  • Ponta – R$ 0,955 por KWh
  • Intermediário – R$ 0,623 por KWh

CPFL Paulista

  • Tarifa convencional – R$ 0,550 por KWh
  • Fora Ponta – R$ 0,455 por KWh
  • Ponta – R$ 0,964 por KWh
  • Intermediário – R$ 0,616 por KWh

CPFL Piratininga 

  • Tarifa convencional – R$ 0,534 por KWh
  • Fora Ponta – R$ 0,441 por KWh
  • Ponta – R$ 0,933 por KWh
  • Intermediário – R$ 0,606 por KWh

Elektro

  • Tarifa convencional – R$ 0,555 por KWh
  • Fora Ponta – R$ 0,460 por KWh
  • Ponta – R$ 1,063 por KWh
  • Intermediário – R$ 0,688 por KWh

CPFL Santa Cruz

  • Tarifa convencional – R$ 0,541 por KWh
  • Fora Ponta – R$ 0,422 por KWh
  • Ponta – R$ 0,948 por KWh
  • Intermediário – R$ 0,612 por KWh

Tem uma empresa em São Paulo e quer suporte para a migração para a Tarifa Branca? Baixe o aplicativo da Clarke e comece a economizar agora!